amor · liberdade · paixão

Dois iguais

13516699_560963024076480_1543034738100579319_n
Nicholas Tolmachev

Os dois eram do mesmo signo. E do mesmo sexo. Tem gente que diz que pessoas de signos iguais não se dão bem. Também dizem isso sobre pessoas do mesmo sexo. Mas eles não se encaixavam nessas regras. É que o signo deles é o da liberdade, da sede por conhecimento, da vontade de querer mais e mais. Então não se limitavam aos ditames sociais. E os conflitos típicos de casais não iriam existir entre dois, desde que estivessem livres, se conhecessem e despertassem aquela vontade de cada vez mais. Cada beijo e abraço apertado era uma dose diária de liberdade escondida. Atos que a sociedade ditava como proibidos, mas que para eles eram libertadores. E era tal liberdade, que encontravam um no outro, que fazia aquela relação ir para frente. Quanto mais livres eram, mais presos queriam estar um ao outro. Uma prisão sem grades, cujo limite era o universo. Um universo só deles dois.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s