amor · paixão

Jantar à luz de vela?

A dinner table at night – John Singer Sargent
Naquela noite, ela estava sozinha entre casais. As conversas eram intermediadas por um beijo de um casal aqui, um abraço cheio de desejo do outro casal ali. Depois de alguns copos de vinho, um deles a questionou se ela não se incomodava de estar ali, “servindo de vela” para eles. Ela muito calmamente respondeu que não. Que quem devia se incomodar eram eles, pois aquela “vela” – que ela estava sendo – permanecia apagada, sem tornar o ambiente caloroso nem romântico. Sem entender, eles pediram explicação. Ela, risonha e saudosa, explicou que o “fogo” que a acendia não estava ali, mas sim em outro lugar. E sem seu fogo – seu amado – ela era vela apagada. Quem estava pior afinal: os casais sem uma vela a queimar ou a vela que esperava pacientemente o dia de queimar plenamente? Envergonhados e descontraídos, continuaram a beber seus vinhos.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s