amor

Tentativas desistidas

Just another day – Jack Vettriano
Ao longo do caminho de volta, ela pensava em voltar e gritar para que ele largasse aquela frieza e descansasse o corpo nos seus abraços tão desejados. Mas o corpo dela não sentia coragem de mergulhar naquele pensamento, naquela declaração. O seu corpo estava rijo de orgulho. Não se rendia a uma tentativa de amar. Porque no olhar dele – aquele olhar que nunca expressava nada – encontrou o medo de também tentar amar. Sem tentativas, sem declarações… Apenas a frieza reinava e os anseios perdiam-se no abismo da esperança que cada um deles carregava no peito. Por isso, ela resolveu dar as costas para ele e fazer seu caminho de volta. Continuou seu caminho reto, mesmo pensando naquela loucura incerta, cheia de rodeios e curvas escorregadias. Caminhando reto, ainda desejava escorregar, derrapar naquele amor gritante que ele resolvera, sem querer, despertar nela.
De longe, o homem observava a mulher desistir dele. Mesmo diante disso, ele ainda a admirava, pois pelo menos ela conseguia caminhar. Já ele, nem reto nem rodeios, apenas sem caminho, permanecia parado. Também, sem tentativas de amar.
Anúncios

Um comentário em “Tentativas desistidas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s