escrever

Pobre palavra

Amish Letter Writer – Horace Pippin
Faltava um verso para o soneto. Sentia na pele a ânsia de ver pronta a obra de arte. Cada sílaba fora bem pensada. Cada suspiro, que o leitor haverá de dar, também fora planejado. Milimetricamente suas palavras estavam nuas naquela folha, prontas para serem revestidas. Mas faltava um verso. E sua mente parou. O leitor alvo sumiu dos seus planos. Nenhuma palavra parecia milimétrica para aquela posição do texto. Sentiu uma desolação tamanha. Inutilidade. Então, uma palavra reinou naquela sua falta de criatividade… Apenas uma poderosa palavra veio empobrecer seus versos ricos. Sim, só poderia ser aquela palavra para sobreviver na escassez de vida, pois só ela era pobre e capaz de viver solitária. E, contra sua vontade, a mão perdeu a meticulosidade de escrever bonito e fez um garrancho impreciso para acabar com sua arte: ‘fim’.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s