dança · sonho

Bailarina espelhada

 

Waiting – Edgar Degas
Procuravam moças que amassem o Balé, que quisessem viver por essa arte. A moça ganharia uma bolsa para estudar na melhor escola de dança do país. Aquele era o sonho da senhora de preto; sempre quis ser bailarina, brilhar debaixo de holofotes, rodopiando com passos precisos, leves e clássicos. Ah, mas o tempo corroeu seus dias e seus pais corroeram as oportunidades que o tempo dava a ela, por isso não podia competir por aquela bolsa. Mas… Sua filha podia! E se espelhou na moça para concorrer àquela oportunidade…
Sua filha saiu da sala de testes, sentou ao seu lado e falou: “Não fui aprovada; os júris disseram que eu não tenho o espírito da dança e que pareço fazer os movimentos forçada…”. Desamarrando a sapatilha de ponta, a filha completou: “Incrível como os júris são adivinhões, né mãe? Agora que já tentei o seu sonho, posso tentar os meus?”.
Anúncios

Um comentário em “Bailarina espelhada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s